Digitália

O neologismo Digitália — à semelhança das cidades invisíveis de Ítalo Calvino — nomeia este local em que se examinam e discutem questões técnicas atinentes ao processamento digital de textos, seja para elucidar aspectos do livro Escrita, leitura e i(nc)lusão digital (ELID), seja para discutir outros tópicos pertinentes ao tema.



VERSÕES GLOSADAS

Denomino como glosada a versão do texto em que há correções, acréscimos, cortes ou substituições de palavras ou fragmentos.

A versão glosada é muito útil em arquivos textuais em que o autor deseja fazer alterações controladas. É também extremamente prática em matéria que transita entre duas ou mais pessoas: seja para escrever, seja para corrigir, seja para orientar sobre a matéria do texto, como em projetos de pesquisa, dissertações ou teses de doutorado. É o sistema de uso sempre, ao realizar consultoria linguística, quando desejo indicar ao autor as alterações que sugiro no texto.

No Word há várias formas como isso pode ser feito. Minha preferência tem sido a seguinte:

1) a matéria inalterada se mantém em cor preta;

2) a matéria a eliminar fica em vermelho e em tachado;

3) a matéria a ser acrescentada fica em azul com negrito.

Um dado importante nos arquivos de intercâmbio, aqueles que devem circular por mais de um computador, consiste em que todos os computadores devem ter o Word configurado de forma idêntica no item de Revisão, a fim de que os resultados das glosas se evidenciem.

Se necessário, o arquivo pode ter as linhas numeradas e, para comentários que não integram o texto glosado, pode-se elaborar outro arquivo, comentando através do número da linha, as ocorrências que o merecerem.

A seguir, descrevem-se os modos de obter esses resultados em duas ou mais versões do Word.

Word 2003: Numeração de linhas

Word 2007 e 2010: Numeração de linhas

Word 2007 e 2010: Versão glosada