ELID: Sumário

ELID é a sigla que indica o livro Escrita, leitura e i(nc)lusão digital, editado em 2010. O Sumário apresenta a matéria integral dos capítulos: os iniciados por arábicos (ELID-A) e os introduzidos por romanos (ELID-B).

1 LER: LEMBRAR, ESQUECER 1
CLIMA, 1; CASA, 2; ALICERCES, 2; TÉRREO, 3; MÁQUINA, 3; O USUÁRIO, A MÁQUINA E O TEXTO, 5; CIRCUITO DA TEXTUALIDADE, 5; AGRADECIMENTOS, 11; SEGUNDO PAVIMENTO, 11.
I – O LIVRO DAS MIL E UMA DÚVIDAS 12
2 ESTADO UM: DESLIGADO 17
HARDWARE, 17; GABINETE 18; UNIDADE CENTRAL DE PROCESSAMENTO, 19; MEMÓRIA, 20; UNIDADES DE DISCO, 21; MONITOR, TECLADO E MAUSE, 21; HARDWARE E SEGURANÇA, 23; A QUESTÃO DA INTELIGÊNCIA, 25.
II – O TODO E AS PARTES 26
3 ESTADO DOIS: LIGADO 29
SOFTWARE, 29; ÁREA DE TRABALHO, 30; TELA INICIAL, 31; BARRA DE TAREFAS, 31; LIXO E SEGURANÇA, 32; JANELA DO EXPLORER, 33; ÁREA ESQUERDA, 34; ÁREA DIREITA, 34; ATALHOS, 35.
III – OS FIOS E O TECIDO 37
4 DO ESPAÇO E DA ORDEM 41
DISCO: AS POSSIBILIDADES, 41; LUGARES PRONTOS, 43; MEU COMPUTADOR, 43; MEUS DOCUMENTOS, 43; CONDIÇÕES DO ESPAÇO DIGITAL, 44; PASTAS DE DADOS NO DIRETÓRIO C, 45; PASTAS DE DADOS INDEPENDENTES, 45; PASTAS DE DADOS SUBORDINADAS, 47; PASTAS DE DADOS EM OUTROS DIRETÓRIOS, 48.
IV – OS PARADOXOS DE PROMETEU 48
5 MANIPULAÇÃO: MEIOS E FINS 53
OPERAÇÕES COM ARQUIVOS E PASTAS, 54; RECORTAR, COPIAR E COLAR, 54; MOVER: RECORTAR E COLAR, 55; REPLICAR: COPIAR E COLAR, 55; EXCLUIR, 56; LOCALIZAR, 56; BLOQUEAR: SOMENTE LEITURA, 57; FONTES, 58; IMPRESSORA, 58.
V–DE ÁGUA MINERAL E MERLIM 59
6 MUNDO COMO ESPAÇO-TEMPO 65
AMBIENTE DIGITAL E CONSISTÊNCIA, 66; ARQUIVO, 67; DOCUMENTO, 67; NOMEAÇÃO DO DOCUMENTO, 68; MATÉRIA, 69; TIPOLOGIA DA MATÉRIA, 69; A MATÉRIA E OS ARQUIVOS, 70; MATÉRIA TEXTUAL, 70; CONSISTÊNCIA DAS PASTAS, 71; ESTABILIDADE, 71; EQUILÍBRIO, 72; PREVISIBILIDADE, 72; HIERARQUIA DAS PASTAS, 73; PASTAS TRANSITÓRIAS, 73; IDENTIFICAÇÃO DE PROBLEMAS, 74
VI–AS FOGUEIRAS DE TROIA 74
7 ARTES DA ASTÚCIA E DO ENGANO 79
CONSISTÊNCIA DOS ARQUIVOS, 80; ARQUIVO REGULAR, 80; ARQUIVO IRREGULAR, 82; ARQUIVO ESPECIAL, 84; OUTROS CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO, 89; ORIGEM DOS ARQUIVOS, 89; ESTADO DOS ARQUIVOS, 89; CONTEÚDO DOS ARQUIVOS, 90; FLUXO DOS ARQUIVOS, 90.
VII–A CAVEIRA DE BURRO: DIGITAL E BINÁRIA 91
8 MANIPULAÇÃO: ATAR E DESATAR 95
TELA INICIAL, 96; BARRA DE MENUS, 97; BARRAS PADRÃO E DE FORMATAÇÃO, 97; CUIDADO: RECORTAR, 98; ÍCONE PARA DISTRAÍDOS, 99; PREFERÊNCIAS DO USUÁRIO, 99; LEIAUTES DE TELA, 101; ÁREA DE TEXTO, 102; CURSOR, 102; PONTEIRO DO MAUSE, 102; ÍCONE MOSTRAR TUDO, 103; ALTERAÇÕES NA ÁREA DE TEXTO, 104; VISUALIZAÇÃO DO TEXTO, 104; SELETOR DE BUSCA, 106; BARRA INFERIOR: STATUS, 106; SEÇÕES E PÁGINAS, 107; POSIÇÕES DO CURSOR NA PÁGINA, 107; GRAMÁTICA COMO FICÇÃO, 108.
VIII–SABER E (IN)DISCIPLINA 109
9 NOME E IDENTIDADE 113
DOCUMENTO VIRTUAL, 114; DOCUMENTO ATUAL, 114; DENOMINAÇÃO DOS ARQUIVOS, 115; CRITÉRIOS GERAIS, 116; CRITÉRIOS ESPECÍFICOS, 118; COMPOSIÇÃO DO NOME, 119; INSERIR E SOBRESCREVER, 122; AJUSTE DAS FERRAMENTAS, 123; REVISÃO ORTOGRÁFICA, 124; REVISÃO GRAMATICAL, 124; MARCAS DE FORMATAÇÃO, 125.
IX–MARCO POLO E A PONTE 126
10 MEMÓRIA E ORIENTAÇÃO 131
DOCUMENTO: DUAS FACES, 132; TRÊS CASOS, 132; ANÁLISE DOS CASOS, 133; RÓTULO DE DOCUMENTO, 133; RÓTULO MANUAL, 134; RÓTULO AUTOMÁTICO, 135; RODAPÉ EM ARQUIVO COMUM, 140; RODAPÉ EM MODELO, 141.
X–LEITURA DO EU 141
11 ARGILA, PAPEL E LUZ 149
REDAÇÃO E DIAGRAMAÇÃO, 149; UNIDADES BÁSICAS, 151; CONFIGURAÇÃO DA PÁGINA, 153; PAPEL, 154; MARGENS, 154; SEÇÕES, 155; SEÇÕES COMO CAPÍTULOS, 156; NUMERAÇÃO DE LINHAS, 157.
XI–DE PALAVRAS E COISAS… 158
12 MANIPULAÇÃO: CRIAÇÃO E LIMITES 165
QUESTÕES DE NOMENCLATURA, 166; NOÇÃO DE PARÁGRAFO, 166; DIMENSÕES DO PARÁGRAFO, 167; MEDIDAS VERTICAIS: ENTRELINHAMENTO, 168; ENTRELINHA INTERPARAGRÁFICA, 168; ENTRELINHA PARAGRÁFICA, 169; PARÁGRAFO POR QUEBRA DE LINHA, 170; MEDIDAS HORIZONTAIS, 171; ALINHAMENTO, 171; RECUO, 172; RECUOS ESPECIAIS, 173.
XII–INFERÊNCIA E SILOGISMO 174
13 OURIVESARIA DIGITAL 179
MATÉRIA EM COLUNA, 180; ORDENAÇÃO DE PARÁGRAFOS, 181; MARCAÇÃO DE PARÁGRAFOS, 182; TABULAÇÃO DE ITENS, 182; MANIPULAÇÃO DE TEXTO, 183; ESTILOS DE PARÁGRAFO, 185; AJUSTE DE ESTILOS, 187; SELEÇÃO AUTOMÁTICA DE ITENS, 187; ÍNDICES AUTOMÁTICOS, 188; ÍNDICE DE TÍTULOS, 188; ÍNDICE COM INDEXADORES, 189; CONSOLIDAÇÃO DE ITENS AUTOMÁTICOS, 189; SUMÁRIO SEMIAUTOMÁTICO, 190.
XIII–DIALÉTICA E DIALOGISMO 192
14 DE CAMELOS E DOCUMENTOS 197
SABER E DOCUMENTAÇÃO, 198; REFERENCIAÇÃO DE DOCUMENTOS, 199; LIVRO, 200; LIVRO INTEGRAL, 201; PARTE DE LIVRO, 205; ARTIGO DE REVISTA, 208; ARTIGO DE JORNAL, 209; MATÉRIA EM MEIO ELETRÔNICO, 209; MATÉRIA ON-LINE, 210; FORMULÁRIOS PROFISSIONAIS, 210; FORMULÁRIO COM TEXTO DE AJUDA, 210; FORMULÁRIO COM TEXTO OCULTO, 212.
XIV–CLIVAGEM DO EU: H. JEKYLL 213
15 A PELE E O RASTRO 219
A INFORMAÇÃO, 220; TEXTO, 221; REDUÇÃO E EXPANSÃO, 223; LEITURA E ESCRITA, 225; HIPERTEXTO: BREVE NOTÍCIA, 227; NOÇÃO LITERÁRIA, 227; NOÇÃO INFORMÁTICA, 228; TEMPO COMO ESPAÇO, 229; FONTES E ACERVOS, 231; ACERVO MATERIAL, 232; ACERVO DIGITAL, 233; CONTROLE DIGITAL DOS ACERVOS, 234.
XV–MITO E SENSO COMUM 234
16 DAS PALAVRAS E DA DOMA 241
LIVRO: SUAS REDUÇÕES, 242; TÍTULO, 242; SUMÁRIO, 242; ÍNDICE, 244; GLOSSÁRIO, 245; OUTRAS REDUÇÕES, 246; LEITURA E DOCUMENTAÇÃO, 246; LEITURA EXPLORATÓRIA, 247; LEITURA ANALÍTICA, 248; PALAVRA-CHAVE, 249; INDEXADOR, 251; INDEXAÇÃO, 253; INDEXADOR: SIMPLES E COMPLEXO, 254; FIGURAS DE INDEXAÇÃO, 255; TOPICALIZAÇÃO, 257; CITAÇÃO INDEXADA, 258; OUTROS INSTRUMENTOS, 259; REGISTROS DE LEITURA, 259; APRENDIZAGEM E AUTOMATIZAÇÃO, 260.
XVI–RELAÇÃO E RELATIVIDADE: GALILEU (A) 261
17 DE DISTÂNCIAS E NAVEGAÇÕES 267
HIPERVÍNCULO E ALVO, 267; ALCANCE E MODOS, 268; INTRAVINCULAÇÃO, 269; ARQUIVO DE TEXTO, 269; RÉGUA E ABERTURA, 269; PLANO TEXTUAL, 271; SUMÁRIO E ESTRUTURA, 271; DÚVIDAS E COMPLEMENTAÇÕES, 271; OUTRAS ALTERNATIVAS, 272; DIVISÃO DA TELA, 273; FICHÁRIO, 273; ARQUIVO MÚLTIPLO, 276; SETOR DE ABERTURA, 277; SETOR DE TEXTO, 278; SETOR DE INDEXADORES, 279; PREENCHIMENTO E AJUSTES, 280.
XVII–RELAÇÃO E RELATIVIDADE: GALILEU (B) 281
18 MEMÓRIA E LEITURA 287
INTERVINCULAÇÃO E TRANSVINCULAÇÃO, 288; METARQUIVO GERAL, 288; A TELA DE ABERTURA, 288; AS ÁREAS, 289; ÁREA DE PASTAS, 289; ÁREA DE ARQUIVOS, 291; METARQUIVO ESPECÍFICO, 292; SETORES, 292; MANIPULAÇÃO DOS DADOS, 294.
XVIII–O HOMEM DIGITAL: PLATÃO 296
19 DA IDEIA FIXA COMO NECESSIDADE 303
QUESTÕES GERAIS, 304; PLANEJAMENTO, 305; INSTRUMENTOS DE PROSPECÇÃO, 306; OUTROS INSTRUMENTOS, 311; REDAÇÃO, 312; QUESTÕES TEÓRICAS, 312; QUESTÕES PRÁTICAS, 313; EMENDA, 321.
XIX–OBSERVAÇÃO E AMPLIAÇÃO: BLOW-UP 323
20 PERSEGUINDO A EXATIDÃO 335
PRÉ-LEITURA E AVALIAÇÃO, 336; PRÉ-LEITURA DO CONTEÚDO, 337; PRÉ-LEITURA DO DISCURSO, 338; PRÁTICA DA AVALIAÇÃO DISCURSIVA, 341; CRITÉRIOS DA AVALIAÇÃO, 341; PRÁTICA DA CONSULTORIA, 342; REEMENDA, 349; EDITORAÇÃO, 349; EDIÇÕES, 349; EDIÇÃO PRINCEPS, 350; EDIÇÃO IMPRESSA, 350; ESTRUTURA DA TESE, 351; DIAGRAMAÇÃO, 352; OUTRAS EDIÇÕES, 353.
XX–BRÁS: DA VALSA À MOEDA 353
NOTAS 364
BIBLIORREFERÊNCIAS 368
GLOSSÁRIO 374
ÍNDICE ANALÍTICO 378